quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Desabafo de um trabalhador

      Li este texto em uma comunidade no orkut hoje, achei tão engraçado que fui obrigado a postar aqui. Leiam e tirem suas próprias conclusões.

      "Comecei a trabalhar hoje e já to puto aqui, vou tentar resumir.
Tem uma menina que se acha a super modelo, ela é bem gostosa mesmo, mas totalmente inútil. Toda hora arrumando o cabelo ou retocando a maquiagem, porra! Da pra perceber que ela só pensa nela mesma e que não considera nem as vontades da mãe. Burra feito uma pedra, é até incrível o fato de ela ter atividade cerebral suficiente para continuar respirando.

       Aí tem a outra menina que é totalmente o contrário. Ela é inteligente pra caralho, deve ter mil opções de carreira, e está trabalhando comigo (ahaha). Ela é feia demais, tipo 1/10 na escala, sei la se ela toma banho ou se depila. É uma nerd, toda vez que a gente passa por uma loja de informática ela fica maluca.

      Agora vem o principal... o maconheiro! Caralho! Puta que pariu! Ele é mais que maconheiro, ele ta chapado antes de chegar no trampo, durante, e certeza que depois também. Acho que tem uns dez anos que ele não fica sóbrio, e ele deve ter uns 22 anos. O cara se veste como um hippie mendigo e ainda traz a porra do cachorro pro trabalho. Todo dia eu tenho que ficar vendo esse cachorro gigante andando, meio chapado também, parece até que ele fala às vezes, de tanto barulho que faz. Os dois estão sempre com fome, sempre indo no McDonalds que tem aqui perto, várias vezes por dia.

     Enfim, eu dirijo minha van com esses retardados dentro, e a gente resolve mistérios e tal."

2 comentários:

Marco - uma cena poética disse...

O Blog “Marco – uma cena poética” visa publicar o processo de montagem da peça "Marco", da CIA Rústico Teatral, contemplada no Edital de Incentivo à Cultura da Fundação Cultural de Joinville (FCJ) A peça "Marco" é baseada no “Livro de Marco” do escritor Flávio Carneiro, que foi licenciada pela ABRAMUS. A estréia da peça está marcada para 16 de novembro de 200

nada disse...

ah só eu conheço esse desenho...